Motivação De Equipe Faz Diferença no Dia a Dia

Muitas vezes nos perguntamos se motivação de equipe faz diferença no dia a dia? E afinal, o que é motivação? Porque não estamos motivados para realizar a tarefa do dia. Porquês e porquês…

Mas, tudo tem resposta na vida. Para simplificar, motivação significa um motivo que leva à ação. E isto varia de pessoa para pessoa.

Muita gente quer ser rica e tem ações diárias que levam esta pessoa a ficar rica ou pelo menos tentar.

Outros querem ter saúde, já que sofrem de doenças graves, outros querem ter uma família perfeita e, por último, algumas pessoas querem ter um grande amor.

Eu não sei o que motiva você no dia a dia, mas o ser humano cada vez mais é movido por emoções que levam à ação.

No caso de você pertencer a um quadro funcional de uma empresa, o que motiva você? um salário maior, um cargo importante ou ser o grande presidente da firma?

Isto está ligado as suas ambições pessoais e cada um, eu disse, cada pessoa, individualmente, tem o seu grau de ambição.

Ambições não são questionáveis, não são comparáveis, não existe um aparelho de ambiciômetro, para que possa mediar o nível de pretensão de cada um.

Mas, voltando ao foco, vamos nos reportar à , quais aspecto fundamental para o crescimento de um empresa e se motivação de Equipe faz diferença no dia a dia.

Num ambiente empresarial, executivos e gerentes se veem com a difícil missão de manter seus colaboradores motivados e também valorizados no dia a dia 

Um recurso que pode ajudar a amenizar este clima tenso e de confronto são os reconhecimentos informais, uma ferramenta interessante e que dá bons resultados.

Pense bem, quando foi a última vez que alguém da empresa reconheceu um de seus colaboradores por um trabalho bem realizado?

O nosso dia a dia pressionado por resultados e a luta por uma posição melhor nos fazem esquecer de coisas simples de executar.

Nos espaços de tempo em que a economia está em crescimento, os reconhecimentos formais ofertados pelas empresas, tais como participação nos resultados e bônus por atingimento de vendas costumam suprir este problema.

Mas, e a visão dos funcionários?

Coloque-se agora na posição de colega, um igual.

Muitas vezes não podem contar com o dinheirinho extra que costumava salvar o mês, já que atingir as metas está fora de cogitação numa época difícil como esta.

Assim, professores e estudiosos deste assunto da motivação, chegaram a algumas conclusões brilhantes que faz diferença e você deve anotar.

Eles falam sobre liderança e dos reconhecimentos não tão formais assim.

Estes funcionam tão bem quanto os outros.

1ª conclusão – Su-ces-so!

Sim, sempre dê bola e fale do sucesso e não do fracasso. Mesmo em grandes empresas, nas quais as exigências por metas são enormes, pegue leve e com inteligência, faça alusão aos times do sucesso.

É bem provável que os honrosos serão premiados e os derrotados serão quase esquecidos.

Isto ocasiona um levantar de egos e quem está em primeiro vai querer continuar em primeiro e os últimos, com certeza, vão se espelhar nestes campeões!

2ª conclusão –  Faça um estardalhaço público

Sim, é tempo de promover o reconhecimento e a premiação de forma aberta e de público.

Quando não se torna de conhecimento geral da nação empresarial, o reconhecimento perde muito de sua força e de seu propósito.

Muitas firmas colocam os melhores na cara do site da empresa (ótima ideia!), outras colocam cartazes à vista de todos, na recepção, outras ainda colocam as fotos dos campeões no mural em frente ao restaurante da empresa.

Enfim, comunique aos quatro ventos que ali tem uma equipe de campeões!

3ª conclusão – Seja franco e direto

Para que se realize um reconhecimento apropriado, faça de maneira pessoal e com honestidade.

Neste caso, é bom evitar algo muito meloso ou demasiadamente elaborado, com balões de festa, bolo de 3 andares e banda de música.

O que creio, no entanto, se for uma festa de encerramento de ano para premiar os melhores, estas coisas mais espalhafatosas até que caem bem. Afinal, fim de ano é festa mesmo!

4ª conclusão – Olhe para a vida do agraciado com uma lupa

Você pode fazer com que o reconhecimento e a premiação dos melhores estejam de acordo com as necessidades exclusivas da pessoa envolvida.

Muitos gerentes e diretores creem que não se deve dar premiação em dinheiro.

Entretanto, se você olhar com uma lupa o caso do campeão, ele pode estar em sérias dificuldades financeiras na família e dar um televisor de plasma de presente talvez não seja uma boa ideia.

5ª conclusão – Momento certo

Escolha o momento oportuno para este reconhecimento. Faça público uma contribuição durante todo o projeto ou no final de cada mês.

Premie sempre que for possível. Os atrasos no batimento das metas enfraquecem o impacto das premiações.

6ª conclusão – Conecte as coisas

É fundamental estabelecer uma conexão bem evidente entre o que a pessoa/o funcionário realizou e as premiações.

Faça com que as pessoas saibam claramente por que receberam os prêmios e os critérios usados este triunfo.

Enfim, mesmo nestes atos em que você valoriza os colaboradores da empresa, saiba que sempre tem a turminha que pensa negativo…” ganhou porque é puxa-saco do chefe” ou ainda “ganhou porque tem muito mais anos aqui na empresa”.

Não dê bola e não dê chance a essa rádio corredor. Na motivação de equipe o que você tem que fazer é estimulá-los a saírem dos últimos lugares e se transformarem também em campeões!

Ganha a empresa, ganha o funcionário e ganha você.

Boa sorte e sucesso!

Você pode se interessar também por:  5 Estratégias para Aumentar a Motivação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *