Plano De Marketing Para Ter Sucesso, Dez maneirais Fundamentais

Planejar a estratégia de mercado e o relacionamento que o seu negócio virtual terá com o seu público não é tarefa fácil para o plano de marketing para ter sucesso.

 

Muitos empreendedores perdem a noção do bom senso, não sabendo direcionar muito bem o seu tempo, o seu investimento e os seus esforços para o público certo. Se a concorrência está atraindo mais visitantes ao seu site do que você, vale a pena verificar se o seu plano de marketing está bem direcionado e assertivo.

 

Retornar ao planejamento deve ser uma ação usual para qualquer empresa. Confira 10 coisas fundamentais sobre plano de marketing que você deve saber para ter sucesso hoje e sempre!

 

Quem é você, público?

 

Quem é o alvo final do seu plano de marketing? Os seus públicos. Sim, “públicos” no plural. Assim como a sua empresa tem mais de uma categoria de clientes (e todas devem ser analisadas e direcionadas), tem também diferentes públicos (internos e externos). Parceiros, fornecedores, possíveis investidores, divulgadores, clientes, colaboradores de diferentes níveis, etc.: todos estes personagens fazem parte do seu público. É preciso ter conhecimento sobre todo mundo.

 

Pesquise sempre para criar um bom plano de marketing para ter sucesso

 

Marketing

 

Assim como o mercado muda constantemente, a pesquisa para entender quem é o seu público e o que ele geralmente busca deve ser algo pleno, que nunca se esgota. Pesquise as ações de divulgação e publicidade de outras empresas do seu setor, relacione cases que deram certo com as características implícitas deles, ouça os seus clientes (comentários de blogs, atualizações em redes sociais, enquetes por e-mail e na sua página, formulários pós-compra, etc.).

 

A empresa de sucesso cria um banco de dados consistente e dinâmico e o aplica na hora de fazer um plano de marketing. Conhecendo os seus clientes, a concorrência e as suas próprias capacidades, fica mais fácil de saber os caminhos para crescer.

 

Planejamento integrado

 

Desde as cores do layout do seu site e do seu logotipo à forma de atendimento ao cliente (se por telefone, e-mail, chat, etc.), tudo isso diz ao mundo que tipo de empresa você tem. Desta forma, quando você tiver um alinhamento sobre como quer que as pessoas vejam a sua empresa, deve aplicá-lo em todas as suas ações.

 

As vantagens? Um planejamento integrado e coeso resulta em credibilidade entre os stakeholders – seus públicos (interno e externo), investidores, fornecedores, parceiros e todos os demais envolvidos no seu processo. E credibilidade nunca é demais!

 

Use o seu plano de Marketing!

 

Não adianta fazer um planejamento de marketing para usar no início da sua empresa e deixá-lo depois disso no fundo da gaveta. Ele deve ser revisto e usado sempre.

 

É de praxe fazer um plano de marketing matriz (que serve para uns 3 anos), um anualmente (baseado nas perspectivas e investimentos deste período) e um plano menor e mais específico por campanhas (sazonal e muito direcionada). Muitas empresas não conseguem competir no mundo dos negócios e no mundo virtual, pois esquecem as suas diretrizes de marketing.

 

Cronograma

 

Não adianta você relacionar as suas ações de marketing e não estabelecer (e cumprir!) as datas. Seja coerente na formulação de seu cronograma. Use datas e períodos para as suas ações que sejam realmente possíveis de serem cumpridas. E lembre-se que um plano de marketing deve ser feito para curto, médio e longo prazos.

 

Ousadia = Inovação

 

Mesmo quando as empresas já tenha conhecimento do mercado, dos clientes e de todos os demais detalhes que necessita para criar o seu posicionamento de marketing, muitas vezes acabam seguindo tendências e fazendo mais do mesmo. As ações da concorrência devem ser para você apenas uma referência.

 

Faz sucesso o plano de marketing que acrescenta a esta maré um ingrediente fundamental: INOVAÇÃO. Fazer diferente é muito importante para se destacar. Quem você acha que terá mais sucesso: o que faz igual a todo mundo ou aquele que oferece algo novo?

 

Mas inovação é um desafio que deve ser muito bem pensado: o que de único a minha empresa pode oferecer e de que forma única ela pode se relacionar com os seus públicos? Liste pelo menos 10 coisas que fazem a diferença – mas saia sempre da zona de conforto, pois inovação só acontece sob a perspectiva da ousadia.

 

Multinível

 

Com o advento dos recursos digitais, é preciso que o seu plano de marketing abranja os níveis níveis de divulgação e relacionamento com o cliente. Use todos os recursos que estiver ao seu alcance de forma estratégica. Muitos deles – como as redes sociais, blogs, aplicativos, ferramentas de mensuração do Google, por exemplo – são gratuitos.

 

Não há desculpas para criar um planejamento bem “amarrado” com todos os recursos que você dispõe. Impacte o seu público por todos os meios possíveis. No caso do meio digital, personifique a sua empresa, interagindo ao nível do leitor/visitante.

 

Mensuração e Avaliação

 

Um plano de marketing deve possuir um item muito importante: mensuração dos resultados. Este item apenas já faz todo o processo valer a pena. Marketing não serve apenas para divulgar uma marca ou produto e para fazer a empresa interagir com as pessoas – ele pressupõe que é possível avaliar as suas ações pelos seus resultados.

 

Coloque em pauta quais formas de avaliação você poderá fazer, qual o período de análise, quem são os analisados, quando poderá apresentar os resultados desta análise, como mensurar (gráficos, enquetes, etc.) e o que fazer diante dos resultados registrados (plano de ação).

 

Segmentação

 

Se o seu plano de marketing ficou muito abrangente e pouco específico, segmente! Diferentes produtos para públicos distintos. Isso faz com que você tenha mais chances de ser uma referência no seu setor.

 

De olho no site!

 

Sempre dê prioridade ao seu site no seu plano de marketing – ainda mais se a sua empresa atua mais virtualmente. Ele é a porta de entrada do seu público. O layout precisa ser bem dinâmico e funcional. Lembre-se de que o site uma extensão viva do seu próprio negócio.

 

No mais, lembre-se dos 8Ps: Planejamento, Promoção, Publicação, Produção, Pesquisa, Propagação, Personalização e Precisão – bases das dicas descritas acima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *